Graduação em Teologia (Bacharelado) - Ementas das Disciplinas

As disciplinas apresentadas neste ementário fazem parte dos currículos de Graduação em vigor na PUC-Rio. As disciplinas são identificadas pela sigla do Departamento que as administra, seguida de um número de 4 algarismos, em que o milhar indica o nível em que a disciplina é ministrada. No caso de Graduação o algarismo 1.

A carga horária de cada disciplina é indicada por 3 números entre parênteses, separados por hífen, que significam, respectivamente: o número semanal de aulas teóricas, de exercício e de laboratório. Assim:
(4-0-3) significa 4 horas semanais de aula teórica, ausência de aulas de exercício e 3 horas semanais de laboratório.

TEO 1232 Sacramentos I - (4-0-0) 4
Esta disciplina estuda a sacramentalidade sob os aspectos antropológico, cristológico e eclesiológico, como linguagem específica para experimentar o Mistério revelado em Jesus e dele falar e apresenta os sacramentos da iniciação cristã (Batismo, Confirmação e Eucaristia) numa perspectiva de experiência comunitário-eclesial do mistério revelado em Jesus, com vistas às afirmação da identidade cristã em contexto pluralista.

TEO 1233 Sacramentos II - (4-0-0) 4
Esta disciplina sistematiza a vivência cristã a partir de suas concretizações no matrimônio, nos ministérios eclesiais, na penitência e na unção dos enfermos.

TEO 1241 Teologia Fundamental - (4-0-0) 4
Esta disciplina pretende introduzir o aluno na área da Teologia Sistemática, refletindo e aprofundando seus fundamentos: a Revelação e a Fé. Para isto, o curso trata dos seguintes temas: o ponto de partida antropocêntrico da Teologia Fundamental; A Sagrada Escritura como fonte da Revelação; A Tradição e o Magistério da Igreja como fonte da Revelação: a fé, o ato de fé, seus condicionamentos, seus elementos, suas implicações.

TEO 1242 Antropologia Teológica I - Criação e Pecado - (4-0-0) 4
Fundamentados na visão integrada do ser humano, são estudadas as principais afirmações bíblico-teológicas a respeito da fé em Deus criador, do ser humano criado à imagem de Deus e do chamado "pecado original". No aprofundamento dos temas, são focalizados também os desdobramentos contidos na tradição eclesial bem como na reflexão teológica atual. No desenvolvimento da temática, procura-se responder aos desafios que a modernidade / pós-modemidade levanta para a antropologia crista.

TEO 1230 Cristologia - (4-0-0) 4
Depois de apresentar o estado da questão sobre a historicidade dos evangelhos, é focalizado o itinerário percorrido por Jesus de Nazaré na etapa terrestre da sua vida. A seguir, é estudado o significado teológico da sua morte-ressurreição e, posteriormente, são analisados os principais títulos cristológicos que expressam a fé em Jesus Cristo professada pela comunidade do Novo Testamento. 0 estudo dos grandes concílios cristãos e os desdobramentos principais da reflexão cristológica sistemática constituem a parte final do curso.

TEO 1234 Monografia - (4-0-0) 4
Apresentação de um trabalho científico sobre um tema teológico, sob a orientação de um professor.

TEO 1231 O Deus da Revelação - (4-0-0) 4
A disciplina pretende expor a doutrina da Igreja sobre o Deus Uno e Trino, percorrendo, refletindo e aprofundando para isto as fontes bíblicas e a história dos dogmas trinitários. Inicialmente, pois, a disciplina introduz a problemática de Deus em confronto com os ateísmos, os teísmos e os politeísmos contemporâneos, procurando chegar a definir os contornos do Deus da revelação cristã como interpelação hoje numa cultura plural; Em seguida, percorre os fios condutores da revelação de Deus no Antigo e no Novo Testamentos; Num terceiro momento, estuda e reflete sobre a história da formação e formulação do dogma trinitário, em especial nos quatro primeiros séculos da história da Igreja, com especial atenção ao estudo dos símbolos apostólico e niceno-constantinopolitano.

TEO 1245 Eclesiologia - (4-0-0) 4
Esta disciplina visa refletir sobre a Identidade e Missão da Igreja. Para tal, numa primeira parte, estudamos o Novo Testamento e a Patrística: iniciamos buscando as diversas compreensões da experiência eclesial de acordo com os textos dos evangelhos e das cartas paulinas, com sua pluralidade de eclesiologias e centralidade pneumato-cristocêntrica. Estudaremos, em seguida, a iluminação que os Santos Padres (Patrística) fornecem para a compreensão da Tradição eclesial, entendendo-a na sua dimensão mistérica.
Na segunda parte, aprofundaremos a elaboração teológica sobre a Igreja, através das imagens de Povo de Deus, Corpo de Cristo, Templo, do Espírito Santo, comunidade de redenção / libertação, realizadas por alguns teólogos com Rahner, Kung, Congar. Na terceira parte, enfatizaremos a dimensão comunitária-sacramental da existência cristã, a Igreja como Sacramento de salvação, com uma acentuação para a perspectiva do laicato.

TEO 1246 Antropologia Teológica II - A Vida da Graça - (4-0-0) 4
Tema central da disciplina é a salvação cristã. Estuda-se primeiramente a iniciativa salvífica de Deus (oferta de graça). Em seguida, o acolhimento livre por parte do ser humano, que implica uma orientação fundamental de toda a vida para o amor e a luta pela justiça. Também são vistas as dimensões desta salvação acolhida: martirial, trinitária, experincial, universal e sócio-cultural.

TEO 1252 Escatologia - (2-0-0) 2
A escatologia responde às perguntas humanas mais desafiadoras e decisivas: para onde vamos? Qual o destino? Para que finalmente vivemos? A fé na ressurreição de Cristo é o eixo do Curso. A experiência da ressurreição em nossa vida pessoal e comunitária pervade todos os tratados teológicos. A vida e a obra deixada por Jesus Cristo nos revelam o nosso destino e o sentido da nossa vida.

TEO 1257 Mariologia - (2-0-0) 2
A disciplina de Mariologia é interdisciplinar e se propõe a fazer um estudo positivo das fontes e da reflexão propriamente teológicas. Maria é a mulher da fé porque acreditou. As antinomias ao movimento bíblico pré-conciliar serão estudadas sem um aprofundamento específico, dada a extensão do Programa. Os caminhos abertos pelo Vaticano II e sua repercussão na reflexão teológica e pastoral serão vistos em perspectiva mariológica. A espiritualidade cristã e as expressões populares do marianismo latino-americano e caribenho deverão brotar da nossa experiência de fé e da sistematização dada pelos documentos do Vaticano II, do magistério da Igreja e pelos nossos documentos latino-americanos, de modo especial Puebla e Santo Domingo. À luz do enfoque teológico estudado, refletir-se-á sobre algumas questões pastorais emergentes que constituem o Marianismo popular no Brasil.

TEO 1321 Introdução Geral à Sagrada Escritura - (4-0-0) 4
História Bíblica. Formação do Antigo Testamento e do Novo Testamento. Gêneros literários. Inspiração e Canon. A questão hermenêutica.

TEO 1322 Evangelhos Sinóticos e Atos dos Apóstolos - (4-0-0) 4
1. Evangelhos sinóticos: sentido e valor do Evangelho na tradição cristã; História da interpretação dos evangelhos; Introdução específica a cada um dos sinóticos; Análise de textos.
2. Atos dos apóstolos: introdução geral, leitura de textos.

TEO 1323 Escritos Joaninos - (4-0-0) 4
Estuda-se, a partir dos princípios científicos da exegese católica, a doutrina Biblica-teológica neo-testamentária da chamada Literatura Joanina, isto é, Evangelho, Cartas e Apocalipse, através dos resultados da bibliografia à disposição neste campo.

TEO 1325 Introdução ao Pentateuco - (4-0-0) 4
A compreensão do processo de composição do Pentateuco na história da exegese. 0 período pré-crítico. 0 período crítico. J. Wellhausen e a teoria das fontes. Evolução do sistema de Wellhausen: Gunkel e a Formgeschichte. As contribuições de A. Alt, M. Noth e G. von Rad na interpretação do processo de composição do Pentateuco. Tetrateuco e Obra Deuteronomista da História. Contribuições recentes da escola de Heidelberg (E. Blum) e da escola de Münster (E. Zenger). Exegese de textos seletos do Pentateuco.

TEO 1326 Literatura Profética - (4-0-0) 4
0 fenômeno profético no Antigo Oriente. Profetismo e divinação. Os processes divinatórios entre os egípcios e os hititas. 0 fenômeno profético nos textos de Mari. Os testemunhos babilônicos. 0 profetismo entre os cananeus. 0 profetismo em Israel: elementos comuns e elementos próprios do profetismo bíblico. 0 Nabi e o profeta individual no profetismo bíblico. Exegese de textos seletos dos profetas do séc. VIII.

TEO 1327 Literatura Sapiencial - (4-0-0) 4
0 processo sapiencial no Antigo Oriente. Natureza e estrutura. 0 valor do princípio de "causa-efeito" no processo sapiencial. Os ensinamentos sapienciais do antigo Egito. 0 processo sapiencial na antiga Babilônia: Sumários e Semitas. A crise da sabedoria e os escritos tipo "Jó" entre os babilônios. A sabedoria em Israel. A crise da sabedoria (Jó e Qohelet). 0 livro da Sabedoria e Ben-Sira e a sabedoria teológica. Exegese de textos seletos da literatura sapiencial bíblica.

TEO 1328 Escritos Paulinos e Cartas aos Hebreus - (4-0-0) 4
Localização histórica, cultural e religiosa do apóstolo Paulo. Introdução a cada uma das cartas paulinas. Exegese de textos seletos. Estudo dos principais temas da teologia paulina. Introdução à carta aos Hebreus.

TEO 1411 Moral Fundamental - (4-0-0) 4
Teologia Moral e novos paradigmas: balizas para o estudo e a pesquisa em Teologia Moral nos dias de hoje; Crise ético-moral em nossa sociedade; Resgate dos grandes referenciais e respectivo estatuto epistemológico; As fontes da moral; A fonte cristã e seus desdobramentos históricos; A fonte cristã e suas coordenadas básicas; Fundamentação antropológica; Lei natural e natureza humana. As normas morais; As virtudes; O chamado de Deus e a resposta humana.

TEO 1410 Ética da Sexualidade e Bioética - (4-0-0) 4
Parte I: A sexualidade humana no contexto atual; Os esteriótipos sexuais; Em busca de uma fundamentação sólida; Os cristãos e a sexualidade; O Amor; Considerações sobre algumas realidades específicas (corpo, relações pré-matrimoniais; Matrimônio, masturbação, homossexualismo...) Parte II: O paradigma bioético; A centralidade da vida; manipulação e o necessário discernimento; Os avanços tecnológicos atuais e a postura ética; Atentados contra a vida (eutanásia, suicídio, aborto, drogas...)

TEO 1413 Moral Sócio-Econômica e Política - (4-0-0) 4
A crise ético-moral hoje; A necessidade de resgate do vital humano e respectiva epistemologia; Como situar o social; A missão social da Igreja; A Doutrina Social da Igreja: pressupostos, apresentação sistemática dos documentos, princípios, valores e critérios de juízo; O despertar da Igreja no Brasil para o social, o econômico e o político; O relacionamento Igreja-Mundo a partir do Concílio Vaticano II; Aclarações diversas; Temas de atualidade.

TEO 1512 Patrologia - (2-0-0) 2
Introdução à Literatura Cristã (especificidades dos escritores latinos e orientais). Visão panorâmica ou periodização da Patrologia. Estudo do contexto e dos desafios culturais, políticos e religiosos e das respostas apresentadas pelos escritores cristãos (Padres Apostólicos, Apologistas, Juristas,etc.). Estudo crítico das fontes (análise de alguns documentos mais significativos: Didaquè, O Pastor, Carta de Clemente Romano, etc.). Alguns dos principais autores, desde o século I ao século V (Clemente de Roma, Inácio de Antioquia, Irineu de Lyon, Tertuliano, Cipriano de Cartago, Orígenes, Agostinho, Jerônimo, .... Isidoro de Sevilha) e suas principais contribuições à Tradição da Igreja (à mística cristã, à teologia batismal, trinitária, à eclesiologia, à antropologia cristã, ao pensamento social da Igreja, etc).

TEO 1517 História da Igreja I - (4-0-0) 4
"Questões de metodologia dos estudos históricos" (origens, fontes documentais, cronologia, etc.). Contexto judaico da origem da Igreja; O seu encontro com a Tradição cultural clássica (greco-romana). Vida cotidiana dos primeiros cristãos romanos, das reações anticristãs até Constantino. 0 desenvolvimento da fé (heresias, concílios e Tradição). As invasões bárbaras e a evangelização desses povos. A "reforma Carolíngea" (séc. VIII); O monarquismo medieval e a "reforma de Cluny"; Gregório VII; O Cisma do Oriente (1054); O islamismo (cruzadas e Ordens militares-religiosas); Heresias medievais e inquisição; As Ordens Mendicantes; A questão de Felipe contra Bonifácio (1294 - 1303); Antecedentes do Renascimento e, finalmente, a queda do Império Bizantino (1453).

TEO 1518 História da Igreja II - (4-0-0) 4
O início da Igreja no Continente Americano; A Reforma (Luterana, Calvinista e Anglicana); A Reforma Católica; O Concílio de Trento; Concílios Regionais na América Latina; A Igreja e o Movimento Ilustrado no Século XVIII; Impacto da Revolução Liberal na Vida da Igreja; Centralização Romana do Século XIX; Renovação Teológica, Exegese Bíblica Católica, Ensinamento Social da Igreja; A Crise Modernista; "Nova Cristandade"; O Concílio Vaticano II; A Igreja Latino-Americana no Pós-Concílio.

TEO 1637 Síntese Teológica: Exame Complexivo - (12-0-0) 12
Exame oral sobre o conteúdo básico do Curso de Teologia.

TEO 1640 Seminário - Sagrada Escritura - (2-0-0) 2
Conteúdo variável.

TEO 1641 Seminário - Sagrada Escritura - (2-0-0) 2
Conteúdo variável.

TEO 1642 Seminário - Sagrada Escritura - (2-0-0) 2
Conteúdo variável.

TEO 1650 Seminário de Teologia Sistemático-Pastoral - (02-0-0) 02
Conteúdo variável.

TEO 1651 Seminário de Teologia Sistemático-Pastoral - (02-0-0) 02
Conteúdo variável.

TEO 1652 Seminário de Teologia Sistemático-Pastoral - (02-0-0) 02
Conteúdo variável.

TEO 1711 Direito Eclesial - (4-0-0) 4
A função do Romano Pontífice e o Colégio Episcopal. A organização da Igreja universal: cúria romana, sínodo Episcopal, Colégio dos cardeais e os legados. A função do Bispo Diocesano na Igreja particular. A organização o das Igrejas Particulares: sínodo diocesano, cúria diocesana, conselho presbiteral, colégio dos consultores, conselho pastoral e outros conselhos. Algumas organizações especiais: CNBB, CELAM, CRB. A estrutura paroquial. A função do pároco. Algumas estruturas paroquiais: conselho pastoral-paroquial, conselho econômico. Direito Sacramenta1: Batismo, Confirmação, Eucaristia, Penitência, Unção dos Enfermos e Ordem.

TEO 1712 Direito Matrimonial - (2-0-0) 2
A visão do matrimônio no Vaticano II. Natureza e propriedades do matrimônio. Preparação pastoral do matrimônio. Os impedimentos matrimoniais. Os vícios do consentimento. A forma canônica. Os processos de nulidade matrimonial.

TEO 1713 Direito Fundamental - (2-0-0) 2
Natureza do Direito Eclesial. Os vários significados do termo Direito. O conceito de Direito Eclesial-canônico e sua relação com o Direito. Diversas dimensões do Direito em geral. As funções sociológicas do Direito. Algumas noções filosóficas do Direito. Direito Eclesial como ciência. O Direito Eclesial-canônico e as outras disciplinas teológicas. Aspectos teológicos do Direito Eclesial-canônico. História das fontes. Orientações para a leitura do Código atual. Elementos de legislação canônica (cc. 1-22). Organização do Povo de Deus: aspecto teológico-jurídico (cc. 204-207). Obrigações e direitos dos fiéis (cc. 208-223). Os direitos e obrigações dos leigos (cc. 224-231).

TEO 1801 Liturgia - (4-0-0) 4
Introdução; Apresentação de Documentos da Igreja relativos à Liturgia; História da Liturgia; Diversos Ritos (Famílias Litúrgicas); o Ano Litúrgico; Liturgia das Horas; Celebrações Dominicais; "Sacramento" do Espaço Arte; "Sacramento" do Som e Música; Liturgia: Escola de Fé; Pastoral.

TEO 1811 Teologia Pastoral - (2-0-0) 2
Estudo dos elementos básicos teológicos e pedagógicos da relação entre segmento de Jesus e vida apostólica.

TEO 1812 Espiritualidade - (2-0-0) 2
A disciplina de Espiritualidade visa a capacitar o aluno a distinguir e a relacionar a espiritualidade cristã com a reflexão teológica, apresentando os fundamentos bíblicos e teológicos da espiritualidade, o conteúdo das principais escolas de espiritualidade, a relação entre mística e ascese e entre a ação e contemplação, os acentos comuns de espiritualidade contemporânea, a partir de textos escolhidos dos fundadores de escolas e de teólogos representativos da matéria.

TEO 1813 Ecumenismo - (2-0-0) 2
Unidade I - Cristãos divididos; Conceitos básicos de ecumenismo e diálogo inter-religioso; História e realidade atual das divisões no seio do cristianismo; Panorama religioso do Brasil atual; A divisão histórica e atual dos cristãos refletida no Brasil; Novos movimentos religiosos no Brasil; Influxos indígenas e africanos; Unidade II - Por que e para que procurar a unidade dos cristãos?; Teologia da unidade, no Novo Testamento e na reflexão teológica; Unidade III - A tarefa ecumênica; História do movimento ecumênico; O testemunho cristão perante o mundo e a colaboração ecumênica nos diversos campos

TEO 1814 Métodos de Pesquisa em Teologia - (2-0-0) 2
Disciplina introdutória, oferecida no primeiro semestre do curso. Apresenta a teologia como ciência que, tendo seu objeto próprio e sua metodologia, reflete sobre a experiência da fé em Jesus, vivida dentro da comunidade eclesial, acompanhando os processos históricos de pessoas e culturas, em contínuo diálogo não apenas com outras ciências, mas também com as realidades cotidianas com as quais a multiforme ação evangelizadora entra em contato.

TEO 1902 Língua Grega Bíblica - (2-0-0) 2
A disciplina Grego I introduzirá o aluno ao Grego do Novo Testamento. Serão estudados os elementos gramaticais de morfologia e sintaxe com o uso de exercícios e leituras. Um estudo interativo a partir do texto grego do Evangelho de Marcos servirá de apoio ao estudo. Conforme a necessidade do aluno, o professor procurará suprir eventuais dificuldades de leitura em outro idioma por razão da bibliografia relativamente restrita em português.

TEO 1988 a TEO 1991 Estudo Filosófico I a IV - (2-0-0) 2
Conteúdo variável

TEO 1992 a TEO 1999 Estudo Filosófico V a XII - (4-0-0) 4
Conteúdo variável

 
     
 

 
 
   
PUC-Rio